Deputado do Piauí defende o direito de livre manifestação no 7 de Setembro


    Alepi

O deputado estadual Marden Menezes (PSDB) afirmou não entender a preocupação da esquerda e do Partido dos Trabalhadores em relação às manifestações convocadas nas redes sociais para o próximo dia 7 de setembro. O deputado garantiu que não faz apologia ao presidente Jair Bolsonaro, mas entende que a livre manifestação de opinião e de participação nos movimentos sociais é um direito de todo cidadão numa democracia.

“Eu defendo o direito do cidadão livre, num estado democrático de direito, ir para as ruas manifestar a sua insatisfação ou satisfação. Até prova em contrário, as manifestações que geram distúrbios, quebra-quebra de lojas, invasões de bancos, são exatamente aquelas promovidas pelas esquerdas, pelo PT. Nessas manifestações da direita ainda não se viu ninguém quebrar prédios públicos, invasão de prédios privados ou públicos, quebrar vidraças ou caixas eletrônicos”, acusou o deputado.

Marden Menezes disse que o povo brasileiro não aceita nenhum outro regime que não seja o democrático, ressaltou o deputado do PSDB, sem vislumbrar condição nenhuma para um retrocesso. “Agora, não se pode é tirar do cidadão livre e consciente o seu direito de manifestar. O dia 7 de setembro é importante e tradicionalmente as pessoas vão às ruas. Se elas querem se manifestar, o que há de errado nisso? Qual o temor?”, indaga.

O parlamentar lembrou que todo regime ditatorial começa com o governo calando a imprensa. “Estamos em um país onde a imprensa é totalmente livre, inclusive, contra o atual governo federal. Eu não conheço nenhum regime ditatorial onde a imprensa não seja livre. No Brasil ela é, a população… Repito que não estou aqui fazendo a apologia do presidente, mas defendendo o direito do cidadão, seja de esquerda ou de direita, se manifestar”, encerrou.


Fonte: Alepi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *