Maia confirma que votação de denúncia contra Temer será quarta

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, confirmou ontem, sexta-feira, em São Paulo, que a Casa deve garantir quórum para a análise do processo contra o presidente da República, Michel Temer. Para ele, adiar essa votação seria parar a análise de reformas que são importantes para a recuperação econômica do País. “Nosso papel é votar. É muito grave que a Câmara não tome uma decisão, que seja para aprovar ou não, é uma decisão de cada deputado. Mas não votar é manter o País parado no momento que o Brasil vive de recuperação econômica, mas ainda com muitas dificuldades”, destacou. Rodrigo Maia disse ainda que a denúncia deve ser votada na quarta-feira, 02 de agosto, para que a Câmara se dedique a outras matérias. “Temos trabalhado na agenda de reformas, nós vamos retomá-la assim que a denúncia for votada. Eu tenho muita esperança, e vou trabalhar fortemente para que votemos a reforma da Previdência, porque entendo que o Brasil tem problemas estruturais graves de médio e longo prazo e que precisam ser resolvidos” – analisou. Além da reforma da Previdência, Maia também destacou a importância de se aprovar a reforma Tributária e as mudanças nos juros do BNDES. Questionado por jornalistas, Maia reafirmou apoio ao governo Temer, mas disse que como árbitro da votação da denúncia não discutiu estratégias de apoio ao presidente, ressaltando seu papel institucional.
Com informações da Agência Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *